Apple lança cartão de crédito sem tarifas e mais seguro

Compartilhe
O serviço foi anunciado oficialmente no dia 25 de março, em conferência realizada pela empresa. (Imagem: divulgação)

A Apple confirmou que irá lançar em agosto o Apple Card, seu cartão de crédito sem tarifas. Na última semana, rumores já sugeriam que a gigante americana planejava estrear o produto nesta ocasião, mas a informação oficial foi divulgada nesta quinta-feira, 01, pelo CEO da empresa, Tim Cook, durante a apresentação do balanço financeiro do último período fiscal. O lançamento do iOS 12.4, no último dia 22, garantiu o suporte ao novo cartão.

O Apple Card estará disponível, inicialmente, apenas nos Estados Unidos, sem previsão de chegada ao Brasil. O serviço poderá ser solicitado diretamente no iPhone (iOS), por meio do app Wallet, que controla o Apple Pay. Embora o foco esteja na versão digital do produto, um cartão físico feito de titânio também estará disponível para a utilização em diversos estabelecimentos.

O serviço foi anunciado oficialmente no dia 25 de março, em conferência realizada pela empresa. De acordo com as informações divulgadas, o cartão da Apple não irá cobrar taxas de anuidade nem tarifas para atrasos de pagamento ou limite ultrapassado. A empresa cobrará juros apenas caso o valor pago seja menor que o total da fatura. No mesmo evento, foi anunciado o serviço de streaming oficial da empresa da maçã: o Apple TV+.

Como funciona o Apple Card?

Criado em parceria com o banco americano Goldman Sachs, o Apple Card poderá ser utilizado tanto para compras no Apple Pay como para transações convencionais, graças à parceria com a bandeira MasterCard. Os consumidores terão um retorno financeiro de 3% para gastos feitos na Apple Store, 2% para compras que utilizem o serviço de pagamentos da empresa e 1% em todas as outras utilizações do cartão. Chamada de “Daily Cash”, a economia estará disponível na carteira digital do smartphone para uso posterior ou transferência para uma conta bancária.

No iPhone, usuários terão acesso ao gerenciamento de gastos por meio do app Wallet. Informações detalhadas sobre o uso em restaurantes, shoppings, saúde e entretenimento, por exemplo, estarão disponíveis no aplicativo. Porém, a empresa garante que, por questões de privacidade, não tem acesso aos estabelecimentos em que o usuário realizou compras ou aos produtos e valores gastos. O TechTudo preparou uma lista com dez perguntas e respostas sobre o Apple Card.