Assistência religiosa leva crisma a internos em unidade prisional

Compartilhe
OS INTERNOS receberam a Crisma durante uma celebração conduzida pelo arcebispo de Vitória, Dom Dario Campos.

A última terça-feira (17) foi um dia marcado pela fé para dezesseis internos da Penitenciária de Segurança Máxima II (PSMA II), em Viana. Em uma celebração conduzida pelo arcebispo de Vitória, Dom Dario Campos, junto a outros membros da igreja e da Pastoral Carcerária, os internos receberam a Crisma.

Antes, participaram de um curso preparatório, realizado na própria unidade prisional. O diretor da unidade, Bruno Gusman, destaca que o trabalho de assistência religiosa é fomentado pela Secretaria e recebe o apoio de toda a equipe operacional, por promover a reflexão entre os apenados e, muitas vezes, a mudança de hábitos.

Assistência Religiosa

A assistência religiosa está prevista na Lei de Execução Penal. No Espírito Santo, existe o Grupo de Trabalho Interconfessional (Ginter), da Secretaria da Justiça (Sejus), do qual fazem parte diversos grupos religiosos. Atualmente, a Sejus conta com 2.600 voluntários religiosos. O Ginter é composto por assessores teológicos de diferentes denominações, com o objetivo de assessorar na efetivação da Política de Assistência Religiosa, orientando práticas que realmente incorporem mudanças comportamentais às pessoas privadas de liberdade.

O grupo qualifica voluntários e também atua na ampliação da assistência espiritual oferecida nos presídios e trabalha pela boa relação entre os voluntários e servidores das unidades.