Solenidade no Palácio Anchieta encerra Projeto HorizontES em Extensão

Compartilhe
SOLENIDADE de encerramento do projeto HorizontES em Extensão aconteceu na manhã desta sexta-feira.

 

Mais de 500 pessoas participaram da solenidade de encerramento do projeto HorizontES em Extensão, realizada na manhã desta sexta-feira (6) no Palácio Anchieta, em Vitória. O evento também marcou as comemorações pelo Dia Nacional do Extensionista Rural e contou com a presença de autoridades, agricultores, técnicos, pesquisadores e extensionistas. O governador Renato Casagrande e a vice-governadora Jaqueline Moraes participaram da entrega das homenagens aos responsáveis por experiências de relevância para o desenvolvimento rural capixaba.

Casagrande relembrou sua atuação em conjunto com extensionistas em Castelo, sua cidade-natal, e sublinhou a vocação dos trabalhadores da pesquisa, assistência técnica e extensão rural. ”Só pode ser extensionista quem gosta das pessoas. Foi esse trabalho que fez as pessoas olharem para mim, porque a gente trabalhava todos os dias da semana. Vida de extensionista é assim. Reunião, visita, isso é só para quem gosta”, disse o governador, que é graduado em Engenharia Florestal.

Ele também ressaltou o trabalho do Governo do Estado voltado para a o desenvolvimento da agricultura, em especial, dos agricultores familiares. “É importante reconhecer cada iniciativa e decisão tomada pelas famílias, que se transformam em empresas, sindicatos e associações, mudando assim a vida das pessoas. Agricultura tem tudo a ver com educação. Antigamente, achavam que para trabalhar na agricultura não era preciso estudar e estar antenado com o que acontece no mundo, mas nós só vamos para frente, principalmente na agricultura familiar, se a gente tiver muita educação, investimento e equipamento. Para que possamos produzir mais utilizando cada vez menos recursos naturais, menos água, energia, solo, produto químico. Isso só se faz com educação e inovação”, asseverou Casagrande.

O Projeto HorizontES em Extensão foi elaborado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), com o objetivo de mostrar 11 experiências de relevância para o desenvolvimento rural capixaba. O Incaper organizou a formação de uma comitiva com representantes de diversos órgãos da agricultura capixaba: Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag); Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa); Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes); e Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf). Prefeituras e outras instituições em âmbito municipal também participaram das visitas.

“Percorremos cerca de três mil quilômetros para conhecer, valorizar e apresentar as experiências da agricultura familiar capixaba. São ações muitas vezes consideradas pequenas, mas que podem uma fazer grande diferença na vida das pessoas. Algumas ações têm a mulher como protagonista, outras são carregadas de empreendedorismo, há ainda as que mostram que o campo continua sendo um espaço interessante para os jovens. Enfim, são muitos e bons exemplos que o Espírito Santo traz e é isso que o HorizontES mostra”, disse Jaqueline Sanz, gerente de Assistência Técnica e Extensão Rural do Incaper, ao apresentar o projeto.

Sob aplausos, Débora Cristina Venâncio e Arthur José Regiane, alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Victorio Bravim, de Marechal Floriano, destacaram a importância da permanência da juventude rural no campo. “O Incaper apoia muito a gente. Ajuda os produtores a abrirem as portas das propriedades para gente ter aulas práticas. Com isso, estimula a gente a ficar na roça”, disse a estudante.

O diretor presidente do Incaper, Antônio Carlos Machado, agradeceu aos parceiros e citou os investimentos feitos pelo Governo do Estado na instituição. “Além das parcerias, atribuímos a retomada do crescimento do Incaper ao diálogo e ao compartilhamento das decisões. O espírito de equipe sempre fez parte da atuação do Incaper e o mérito das conquistas é de cada servidor, da família Incaper, que não mede esforços para entregar os melhores resultados à agricultura familiar do Espírito Santo”, pontuou.

O secretário de Estado de Agricultura, Paulo Foletto, ressaltou a atividade da pasta no primeiro ano de gestão. “Conseguimos junto ao Governo investir mais de R$ 3 milhões no Incaper. Investimento esse que é fundamental para o desenvolvimento da agricultura familiar no Espírito Santo. O projeto HorizontES em Extensão é um exemplo disso. Com ele mostramos à sociedade a importância da extensão rural e o papel do Instituto para a agricultura capixaba. Foi um ano de fortalecimento de parcerias buscando um 2020 ainda mais produtivo”, ressaltou Foletto.

Sobre o projeto, o diretor-presidente da Ceasa, Fernando Rocha, enfatizou o fortalecimento da agricultura no Estado e a proximidade com o produtor. “As ações desse projeto mostram a importância de reconhecer e priorizar o interior do Espírito Santo. A Ceasa, em parceria com os demais órgãos que fazem parte da estrutura da agricultura do Estado, tem a prioridade de fortalecer e valorizar o agricultor e a agricultura familiar no Estado”, disse.

Durante a solenidade, os agricultores de todos os municípios visitados pela comitiva receberam uma placa de homenagem, com a assinatura dos envolvidos nos trabalhos. As equipes dos Escritórios Locais de Desenvolvimento Rural do Incaper também receberam uma placa de agradecimento.