Casos de gastroenterite aumentam no ES durante o verão; saiba como se prevenir

Compartilhe

No ano passado, as prefeituras da Grande Vitória somaram mais de 22 mil casos de doenças que têm como sintoma a diarreia e a gastroenterite está entre elas.

Conforme explica a médica Christian Kelly Ponzo, isso ocorre justamente porque as altas temperaturas do verão favorecem a proliferação de microrganismos. No entanto, inicialmente, os sintomas podem ser controlados com simples cuidados.

“Na manifestação inicial dos sintomas é importante melhorar a hidratação, com soro caseiro, água de coco ou sais de hidratação, que são oferecidos pelos postos de saúde. Mas, se os sintomas persistirem, se a pessoa não consegue ingerir o soro, a diarreia está intensa, com sangue nas fezes, e se há febre, realmente é hora de procurar avaliação médica”, indica.

A médica também alerta para os tipos de alimentos que exigem atenção redobrada.

“Alimentos de consumo fresco e derivados de animais são os mais preocupantes. Por exemplo, frios, manteiga, leite, maionese e carne. São alimentos que se deterioram mais rápido. Então, é preciso ter mais cuidado no condicionamento, na refrigeração, no manuseio, nas questões de higiene”, diz.

Mas quem não abre mão de uma comidinha fora de casa mesmo com esse calorão, é bom ficar atento a outras dicas.

“Pode comer um milho verde, mas não precisa passar aquela manteiga que fica no sol, que não está refrigerada. Se vai comer um espetinho de carne, de queijo, observe há quanto tempo o vendedor está ali, se o restante do alimento que não está na chapa está bem refrigerado. Picolé não tem problema, água de coco não tem problema”, pontua Chirstian.

Veja uma lista de cuidados para evitar a gastroenterite

  • Mantenha os alimentos protegidos contra poeira, insetos, roedores e outros animais.
  • Não coma alimentos com embalagens amassadas, estufadas ou violadas.
  • Só beba água e gelo de procedência conhecida.
  • Não tome banho em locais impróprios.
  • E, atenção, alimentos muito perecíveis como molhos, salpicão, maionese e feijão tropeiro devem ser conservados na geladeira e consumidos logo após o preparo.