Operação integrada PM e PC apreende drogas, armas e detém cinco pessoas em Pinheiros

Compartilhe

 

Uma operação conjunta realizada, nessa quarta-feira (07), em Pinheiros, norte do Estado, resultou na prisão de três maiores e apreensão de dois adolescentes suspeitos de promoverem um tiroteio na madrugada dessa terça-feira (06), no município. A ação foi coordenada pela Delegacia de Polícia de Pinheiros e reuniu policiais da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) de Nova Venécia, Delegacia de Polícia de Boa Esperança e Polícia Militar (PMES).

Levantamentos realizados logo após o tiroteio indicaram o imóvel que os criminosos usavam como paiol, para esconder armas e drogas, e outro que funcionava como esconderijo. Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos e as buscas também resultaram na apreensão de duas pistolas calibre.380, um revólver calibre 32, uma espingarda, munições, entorpecentes e dinheiro.

“Nossa equipe já vem monitorando as organizações criminosas que atuam na região de Pinheiros há bastante tempo. Nos últimos meses, realizamos prisões que significaram um grande avanço no combate ao tráfico de drogas e o enfraquecimento de uma dessas organizações. Com isso, outros grupos promoveram o ataque da última terça-feira (06), com o objetivo de dominar pontos de tráfico que pertenciam a esta organização enfraquecida. Esse movimento era uma possibilidade prevista pelo nosso setor de inteligência e imediatamente demos a resposta”, afirmou o titular da DP de Pinheiros, delegado Leonardo Ávila.

Os suspeitos maiores de idade foram autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menores. Os adolescentes foram autuados por ato infracional análogo aos mesmos crimes, exceto corrupção de menores.

Outras ações

As ações de combate ao tráfico de drogas, no município, já resultaram em importantes prisões. Em maio, Dois suspeitos de tráfico de drogas de 21 e 22 anos foram presos nos bairros Santo Antônio e Centro, respectivamente. Em junho deste ano, uma operação conjunta realizada no município resultou em 12 prisões. A ação contou com 90 policiais civis e militares e agentes da Secretaria da Justiça (Sejus), além de três cães farejadores, e foi acompanhada pelo secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Alexandre Ramalho.

Em 17 de julho, policiais civis da Delegacia de Pinheiros, com o apoio da Polícia Militar (PMES) do município prenderam um homem de 27 anos, apontado como chefe de uma organização criminosa que atua no tráfico de drogas e homicídios da região. Um jovem de 22 anos suspeito de integrar essa organização também foi preso. As prisões, em flagrante, aconteceram no bairro Domiciano.

No dia seguinte, três adolescentes foram apreendidos durante uma operação que investigava roubos e homicídios executados em Pinheiros e Boa Esperança. Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos bairros Centro e Vila Nova, em Pinheiros.

Em 11 de setembro, 11 integrantes da mesma organização criminosa foram detidos durante uma operação conjunta, entre eles dois primos apontados como chefes de uma organização criminosa. Ainda em setembro, outra operação resultou em seis prisões. Entre os detidos estava um homem de 22 anos com tornozeleira eletrônica cortada.

“A troca de informações com o serviço de inteligência da Polícia Militar e o apoio de outras instituições na execução das operações têm sido de grande importância. Nossas investigações ainda prosseguem, com objetivo de identificar e prender todos os criminosos ligados ao tráfico de drogas em Pinheiros. Assim como desarticulamos uma organização criminosa, seguimos monitorando e investigando as demais”, disse Ávila.

A Polícia Civil conta com o apoio da população, que pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

Texto: Camila Ferreira