Tribunal de Justiça do ES lamenta a morte do desembargador aposentado Roberto da Fonseca Araújo

Compartilhe

O MAGISTRADO faleceu na manhã desta sexta-feira (02/10), aos 77 anos.

 

O presidente do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, desembargador Ronaldo Gonçalves de Sousa, lamenta, em nome de todo o Poder Judiciário Estadual, a morte do desembargador aposentado do TJES, Roberto da Fonseca Araújo, ocorrida nesta sexta-feira (02/10), aos 77 anos.

PUBLICIDADE

CONTINUA

Natural do Rio de Janeiro e bacharel em Direito pela Universidade Federal Fluminense, o desembargador Roberto da Fonseca Araújo tomou posse como juiz em 1981.

Exerceu as funções de juiz de direito em Afonso Cláudio, Serra, Vitória, Mimoso do Sul, Alegre, Itapemirim, Alfredo Chaves, Ecoporanga, entre outras Comarcas do Estado.

PUBLICIDADE

CONTINUA

Foi promovido a desembargador em setembro de 2011, assumindo as funções na 3ª Câmara Cível do TJES, vindo a se aposentar em 2013, aos 70 anos.

O magistrado deixa esposa e três filhas. Em razão da pandemia da Covid-19, não haverá velório. O sepultamento aconteceu nesta sexta-feira, às 17h, no Cemitério Jardim da Paz, em Laranjeiras, Serra/ES.

Vida Funcional

PUBLICIDADE

CONTINUA

  • Foi técnico em contabilidade na Secretaria de Fazenda – Rio de Janeiro.
  • Foi procurador da SUDEP de Brasília, em 1976.
  • Foi promotor de Justiça do Estado do Espírito Santo em 1980.
  • Tomou posse na magistratura estadual em 30 de junho de 1981.
  • Tomou posse como desembargador em 01 de setembro de 2011.

Outras Atividades

  • Professor de Direito Usual e Legislação Aplicada nos Colégios São Gonçalo/RJ e Faculdade de Viana.

Títulos

  • Recebeu título de cidadão de Viana, Cariacica, Vitória e São Mateus.