Operação Sentinela prende mais de 1.950 criminosos no Espírito Santo em 2021

Compartilhe

Coronel Douglas Caus.

 

O balanço da Operação Sentinela durante o ano de 2021 foi apresentado pelo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Douglas Caus, em coletiva realizada no Quartel de Maruípe (QCG), em Vitória, nesta terça-feira (04).

Ao longo do ano foram cumpridos 972 mandados de busca e apreensão e 1.013 mandados de prisão. Durante as ações policiais foram detidas 1.956 pessoas, incluindo as prisões em flagrante, que foram 949.

Ao buscar o principal objetivo da operação, que é desarticular atividades criminosas ligadas ao tráfico de drogas e ao crime de homicídio no estado, a Polícia Militar retirou do convívio social 201 traficantes e 169 homicidas.
Além disso, as equipes tiveram êxito na apreensão de mais de 819 quilos e 59.457 unidades de drogas. Também foram retiradas de circulação 466 armas de fogo e 9.950 munições de vários calibres.

Ao todo, foram empregados 2.660 policiais militares e 1.479 viaturas em toda a operação.

Para o coronel Douglas Caus o balanço foi positivo, uma vez que a PM teve êxito na prisão de médios e grandes traficantes, tanto aqueles que estavam homiziados em suas residências, quanto os que ostentavam armas com alto potencial de letalidade em vias públicas, aterrorizando as comunidades.

“Desde seu nascimento em abril de 2020, a Operação Sentinela vem realizando prisões e apreensões importantes, demonstrando que veio pra ficar e já está a todo vapor neste ano de 2022. A integração com o Ministério Público, Polícia Civil e a dedicação dos nossos policiais militares são fundamentais para o sucesso da operação”, avaliou.