Abril Verde: Saúde promove I Simpósio Capixaba de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora

Compartilhe

 

Abril é o mês dedicado à conscientização e prevenção de acidentes e doenças relacionados ao trabalho. É a Campanha “Abril Verde”. E a Secretaria da Saúde (Sesa), por meio do Núcleo Especial de Vigilância em Saúde do Trabalhador (NEVISAT), vai promover, nos dias 27 e 28 deste mês, o I Simpósio Capixaba de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora.

O evento, que acontecerá de forma on-line, está com inscrições abertas para profissionais da Saúde e da Segurança do Trabalho, por meio deste link https://forms.gle/BK9sDYisk84iABmR6. Próximo ao dia do evento, a equipe organizadora enviará, para o e-mail de cada participante cadastrado, as orientações para ter acesso ao Simpósio.

De acordo com a coordenadora do NEVISAT, Liliane Graça Santana, os dois dias de encontro têm por objetivo ampliar as discussões sobre esta temática tão importante e que envolve diferentes atores. “Vamos poder ampliar as discussões de temas pertinentes à saúde do trabalhador a partir do perfil epidemiológico do Espírito Santo, apresentando causas e evidenciando ações que podem auxiliar na redução destes acidentes e também dos óbitos”, disse.

Ainda segundo Liliane Graça Santana, o Simpósio será importante também para provocar a reflexão sobre as questões de saúde e segurança no trabalho. “Além de romper com a naturalização do adoecimento decorrente do trabalho”.

 

Homens e jovens foram os que mais sofreram acidente de trabalho em 2021

Segundo dados do sistema de informação estadual de notificação compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde, o e-SUS Vigilância em Saúde (VS), em 2021, foram notificados 2.744 acidentes, sendo 85,9% com homens.

Além disso, 30,83% do total de acidentes aconteceram com a população jovem de 20 a 29 anos, representando cerca de 840 acidentes nesta população.

Trabalhador volante de agricultura, pedreiro e trabalhador agropecuário geral foram as principais ocupações com notificações realizadas em acidente de trabalho.

O acidente de trabalho é definido como todo caso de acidente de trabalho por causas não naturais compreendidas por acidentes e violências que ocorrem no ambiente de trabalho ou durante o exercício do trabalho; quando o trabalhador estiver realizando atividades relacionadas à sua função; ou a serviço do empregador ou representando os interesses dele; ou no percurso entre a residência e o trabalho que provoca lesão corporal ou perturbação funcional, podendo causar a perda ou redução temporária ou permanente da capacidade para o trabalho e morte.

Já em relação aos óbitos, foram 67 notificados neste mesmo ano, sendo a faixa etária de 40 a 49 anos a de maior registro, seguida da faixa etária de 20 a 29 anos. Entre as ocupações, as que registraram mais óbitos foram pedreiro; motociclistas no transporte de documentos e pequenos volumes; e serralheiro.

 

Evento ‘I Simpósio Capixaba de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora’

27 de Abril

08h30: abertura

09h30 às 12h: Mesa 1 ‘Saúde do trabalhador: Precarização e perspectivas’;

14h às 17h30: Mesa 2 ‘Acidentes de trabalho na construção civil – um campo e múltiplos olhares’;

 

28 de Abril

09h às 12h: Mesa 3 ‘O uso do agrotóxico e os riscos à saúde dos trabalhadores rurais: atuação da Visat e práticas seguras’;

14h às 16h30: Mesa 4 ‘Processo produtivo de rochas ornamentais: riscos e proteção à Saúde do Trabalhador’;

16h30 às 17h: encerramento